domingo, 23 de dezembro de 2012

VENDO LOTE EM CANANÉIA

VENDO LOTE EM CANANÉIA
TAMANHO: 15M X 51M
COM ESCRITURA E IPTU EM DIA
VALOR R$50.000,00
ACEITO CARRO

CONTATOS:
(13)38221527
(13) 96182664
beatopografia@hotmail.com
DIRETO COM O PROPRIETÁRIO






segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Curso a distância sobre resíduos sólidos | on line

Curso a distância sobre resíduos sólidos | on line




O curso é gratuito e desenvolvido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o ICLEI-Brasil com apoio da Embaixada Britânica.
Tem a finalidade de apoiar e preparar os gestores para produzirem seus planos e aperfeiçoarem a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos e é dividido em módulos, onde são sugeridos textos e vídeos complementares, bem como atividades e fóruns de discussão para que o aluno conheça e se aprofunde nos principais conceitos para elaboração de qualificado um plano de gestão.
Os participantes devem se dedicar, em média, dez horas semanais durante um mês. O curso é oferecido por meio de plataforma com acesso restrito aos alunos onde os módulos ficam disponíveis. Cada participante acessa a plataforma e cursa as aulas nos horários que lhe for mais conveniente. Após o início, são 30 dias para finalizar o curso todo.

inscrições no site: http://www.eadresiduos.org.br/

Reflorestamento da Mata Atlântica terá R$ 1 milhão em investimentos

Reflorestamento da Mata Atlântica terá R$ 1 milhão em investimentos

BNDES vai investir na restauração florestal de 62 hectares de Mata Atlântica na Reserva Biológica Poço das Antas, Rio de Janeiro

fonte: painel florestal


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai investir R$ 1 milhão, na restauração florestal de 62 hectares de Mata Atlântica na Reserva Biológica Poço das Antas. A área, localizada no município de Silva Jardim no Rio de Janeiro, abriga a Associação Mico-Leão-Dourado (AMLD) que promove a conservação da biodiversidade da Mata Atlântica, habitat natural da espécie primata ameaçada de extinção.
Recursos serão aplicados na Reserva Biológica Poço das Antas, no município de Silva Jardim(RJ)O reflorestamento efetuará a conexão de fragmentos onde sobrevive o mico-leão-dourado, espécie endêmica, encontrada atualmente em apenas oito municípios do Rio de Janeiro e em mais nenhum lugar no mundo. Para considerar a espécie livre da ameaça de extinção, é necessária uma população de aproximadamente dois mil indivíduos livres na natureza. Para tanto, existe a meta de proteção e interconexão de 25 mil hectares de floresta de Mata Atlântica, até 2025.
Além de promover a política pública estabelecida pela Lei da Mata Atlântica, para a recuperação do Bioma, o apoio à AMLD incentiva a capacitação e geração de renda para comunidades de baixa renda. O financiamento utiliza recursos do BNDES Fundo Social, no âmbito da Iniciativa BNDES Mata Atlântica e prevê a estruturação de uma cadeia produtiva na região, com a geração de 36 empregos verdes (restauradores) diretos e indiretos.
Plantadores, viveiristas, técnicos e educadores serão selecionados majoritariamente nas comunidades locais para trabalhar no projeto. Parte dos recursos será destinada ao treinamento desses trabalhadores, visando elevar o nível educacional, a habilidade profissional e o empreendedorismo socioambiental da associação.
A expectativa é reflorestar até 4 mil hectares de Mata Atlântica nesta primeira edição do programa. Todos os projetos têm duração média de três ou quatro anos, com o mínimo de dois anos para manutenção.
Fauna
No Brasil existe uma enorme variedade de animais. Todas as espécies têm significado para o equilíbrio da natureza. Além de importância científica, social, estética e econômica, a fauna silvestre é fundamental para a sustentabilidade dos ecossistemas.
Entre os mais famosos animais brasileiros estão o tamanduá-bandeira, a onça-pintada, o peixe-boi, o boto-rosa e a arara-azul-de-lear. Algumas espécies não são encontradas em nenhum outro lugar do mundo.
Espécies ameaçadas
O processo de extinção faz parte do curso natural das espécies. Trata-se de um evento lento causado por fatores como o surgimento de competidores mais eficientes e catástrofes naturais.
Atualmente, a principal ameaça às espécies é o ser humano. Sua intervenção nos ecossistemas do planeta acelerou o desaparecimento de animais e plantas, um processo que deveria ocorrer lentamente. O mau uso dos recursos naturais, a poluição e a expansão urbana estão entre os fatores que degradam ambientes naturais e reduzem o número de habitats para as espécies.
Ações contra o desmatamento
O Brasil assumiu posição de vanguarda entre os países em desenvolvimento durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas realizada em Copenhague em 2009, e apresentou a meta de reduzir o desmatamento em 80% até 2020 e as emissões de CO2 entre 36.1% e 38,9% até o mesmo ano. Esses objetivos fazem parte da Política Nacional de Mudanças Climáticas, lançada em 2009.
Para atingir suas metas, o governo planeja diversas ações, como a criação de novas áreas protegidas, sobretudo na Amazônia, e estimula empresas brasileiras a agir em prol do clima. No final de agosto, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) firmou com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) e o Ministério do Meio Ambiente (MMA) acordo para construção do Plano de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas do Setor Industrial

domingo, 18 de novembro de 2012

fazenda para reserva florestal em Sete Barras/SP

seeing forest reserve in Brazil for environmental conservation
150 alqueire(s) SP = 896,9895 acre(s)



contato : (13)3822.1527
beatopografia@hotmail.com




















JURÉIA ITATINS - PARAÍSO DA MATA ATLÂNTICA

JURÉIA ITATINS

BRAZIL





The“Estação Ecológica de Juréia-Itatins (EEJI), located at Vale do Ribeira, south littoral of São Paulo. It has an area of 79.230ha and covers part of the cities of Peruíbe, Iguape, Itariri and Miracatu. The environment Protected Areas were created with the objectives of give protection” to the natural areas that are yet not degraded and with rich biodiversity and sight beauty to be preserved as the memory of an environmental past squandered along the humanity history.











JURÉIA-ITATINS
ECOLOGICAL STATION 

South-eastern Brazil
Location:In southern coastal area of São Paulo State, between latitudes 24°17'-24°40'S and longitudes 47°00'-47°30'W.
Area:792 km².
Altitude:0-800 m.
Vegetation:Open "campo" on mountaintops, moist forests on mountainsides, "restinga" vegetation and mangrove swamps near ocean.
Flora:High diversity and high endemism expected, at least 500-600 species; some disjuncts from Amazonia; threatened species.
Useful plants:Rich in medicinals; species for fibres, timbers (especially Tabebuia cassinoides); edible species (especially Euterpe edulis); ornamentals.
Other values:Ecological sanctuary for threatened fauna; research station; potential genetic resources; ecotourism; historical sites.
Threats:Palm-heart gathering, logging, hunting.
Conservation:Assured with establishment of Juréia-Itatins Ecological Station.
Map 53:CPD Site SA17























cuidando de você...